SIGA-NOS:

Construção da Paz – Elda Evelina

Texto distribuído na Reunião Pública de 30-12-2016 (PDF)Construção da Paz – folheto 30-12-2016

Áudio do estudo oferecido – www.grupoirmaoestevao.org/?resource=construcao-da-paz-elda-evelina (disponível a partir das 23:00 do dia 30-12-2016)

Reflexões introdutórias

Antes de começar a falar sobre a Construção da Paz eu preciso fazer uma confissão a vocês.

Não é uma confissão simples, mas sim de grande importância e que gostaria provocasse reflexões profundas em todos vocês.

Desde a primeira vez em que fui convidada a falar aqui, isto ocorreu em fevereiro de 1998. O tema? Evocações, Capítulo XXV do Livro dos Médiuns.  Em abril do mesmo ano foi sobre o tema Jesus contigo, do livro Messe de Amor, Joanna de Ângelis, por Divaldo Franco. Desde então tenho estado nesta lida de buscar o estudo do Evangelho à Luz da Doutrina.

De início, eu buscava, nos estudos, o conhecimento da Doutrina Espírita, nos livros básicos, como também em algumas leituras complementares. Uma busca pelo aprendizado, mais dirigido ao conteúdo e ao como explanar os conceitos ali contidos, para que fosse compreensível pelo público a quem me dirigisse.

O tempo foi passando e eu continuei nessa tarefa que, para mim, foi enriquecedora e a cada momento mais e mais importante para a minha própria vida.

A cada oportunidade de busca pelo aprendizado, observei o quanto esse caminhar proporcionava abrir novos horizontes, não só com relação ao Evangelho do Cristo, ou mesmo ao Evangelho Segundo o Espiritismo. Meu olhar sobre os ensinamentos oferecia-me um descortinar de necessidades para o Espírito que habita o meu corpo.

A partir desse momento, percebi que não deveria restringir-me tão somente ao sentido dos textos, deveria ser mais do que isto. Precisaria buscar o compreender os ensinamentos e fazer com que eles tivessem sentido para o nosso dia a dia. O conhecer seu conteúdo levava à necessidade do compreender para que pudesse, a partir de então, ter condições de tentar oferecer o entendimento àqueles com os quais iria partilhar o estudo realizado.

Qual o sentido dessas palavras?

O estudo sobre a Construção da Paz levou-me a uma introspecção mais profunda ainda, comparado com o que todos os estudos já haviam provocado em mim.

Percebi a complexidade de um processo assim. Envolve tantas variáveis que dificilmente conseguirei abordar, ainda que tão somente uma parcela do que representa.

Não é uma questão de simplesmente buscar uma tranquilidade interior; sentir-se bem apesar de movimentos ou barulhos ao nosso redor. Esta é uma paz relativa, frágil.

A Paz verdadeira exige de nós um processo constante, contínuo; uma conexão ininterrupta do Ser mental, racional, com a Alma que anima nosso corpo. Interligação estreita com as Leis Divinas inscritas em nossa Consciência, essencialmente com o amor em sua mais sublime expressão.

Ainda não estamos em estágio de alcançarmos essa beatitude, mas deverá ser a nossa meta.

Enquanto não ativarmos um processo dessa magnitude em nós, a paz que alcançaremos será efêmera. Bastará um movimento desarmonioso inesperado em nossa direção para nos desestabilizar e provocar uma reação da nossa parte, reação essa fará reverberar uma energia que redundará em ondas consequentes… e inconsequentes.

Estudar o Evangelho não é tão só conhecer os textos. Precisamos buscar o entendimento, a compreensão. Depois… o internalizar e o agir consentâneo com o aprendizado adquirido.

WRITTEN BY: Elda Evelina

No comments yet.

Leave a replyReset all fields